A FARSA DA VIDA

"FARSA, A VIDA É UMA GRANDE FARSA, MAS QUEM DISSE QUE NÃO É, COMO NEGAR!, SIMPLES SENDO MAIS UM FARSANTE."

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

BRASIL – A OU AS VÍTIMAS SÃO SÓ “ZÉS NINGUÉM” ENTÃO PARA QUE SE PREOCUPAR?

 - COMO TODO O MUNDO SABE, A DESCRIMINAÇÃO E EXCLUSÃO SOCIAL MAIS A ROTINEIRA VIOLAÇÃO E USURPAÇÃO DE DIREITOS, CLARO, SÓ DOS “ZÉS NINGUÉM” É UMA REGRA NO BRASIL, NÃO É POR ACASO QUE ENTRE MILHÕES DE DESRESPEITOS, DESCRIMINAÇÃO SOCIAL ETC, PRISÃO OU CADEIA NO BRASIL, SÓ EXÍSTE MESMO É PARA “DEPOSITAR” E “AMONTOAR” INDIVÍDUOS PERTENCENTES AS “CASTAS” DOMINADAS E SUAS RALÉS. POR ISSO NÃO FOI, NÃO É, E MUITO SERÁ NENHUMA NOVIDADE, VER E CONTINUAR VENDO COISAS COMO O QUE ACONTECEU À ALGUNS DIAS POR AQUI, PELA “BILIONÉSIMA VEZ”, EM UM ESTADO BRASILEIRO QUALQUER, COMO SEMPRE ACONTECE, UM “ZÉ NINGUÉM” FOI PRESO SEM TER COMETIDO NENHUM CRIME. INCOMPETÊNCIA, INEFICIÊNCIA OU INDIFERENÇA, DESCASO, NEGLIGÊNCIA, DESCRIMINAÇÃO, ETC, DA POLÍCIA, TUDO PROPOSITAL, AFINAL ERA SÓ MAIS UM “ZÉ NINGUÉM” PRESO ENTÃO PARA QUE SE PREOCUPAR SE ESSE TINHA OU NÃO COMETIDO ALGUM CRIME. A ALEGAÇÃO COMO SEMPRE DA POLÍCIA É NO SENTIDO DE “ARRUMAR” ALGUMA TENTATIVA DE JUSTIFICAÇÃO PARA SEUS ATOS, E NESSE CASO FOI DE QUE: SE A POLÍCIA MILITAR CHEGOU NA DELEGACIA COM O PRESO, É PORQUE A POLÍCIA MILITAR ESTAVA CERTA, FOI O QUE DISSE O TAL DELEGADO DE PLANTÃO, PARA A IMPRENSA, AFINAL O PRESO TINHA O MESMO NOME DE UM PROCURADO QUE TINHA COMETIDO UM ASSASSINATO EM OUTRO ESTADO EM 2006. MAIS PORQUE NÃO “CHECAR” TODOS OS DADOS TANTO DO PROCURADO QUANTO DO PRESO, PARA SABER SE “BATIAM” OU COINCIDIAM? A RESPOSTA PARA CASOS COMO ESTES E OUTROS ONDE O “ACUSADO” OU PRESO É MAIS UM “ZÉ NINGUÉM”, CLARO É SEMPRE A MESMA. SE É MAIS UM “ZÉ NINGUÉM” É CULPADO MESMO E PRONTO! ENTÃO PARA QUE SE PREOCUPAR OU “PERDER TEMPO” CONFERINDO DADOS. MAS APESAR DE TODAS AS PROVAS INCONTESTÁVEIS APRESENTADA PELA FAMÍLIA E ADVOGADO DO “ZÉ NINGUÉM” PRESO, DE QUE ELE NÃO ERA O CRIMINOSO PROCURADO, AINDA ASSIM O “ZÉ NINGUÉM” ”MOFA” NO “CALABOUÇO” OU “MASMORRA” QUE SÃO TODAS AS CADEIAS NO BRASIL. COM EXCESÃO É CLARO DE UM PAVILHÃO DA “PAPUDA” TRANSFORMADO EM UM “SPÁ” DE DESCANÇO, LÁ NO DISTRITO FEDERAL, PARA ALGUNS PTRALHAS RELAXAREM ANTES DE VOLTAR A ATIVA, CHEIOS DE “ENERGIAS”. MESMO COM TANTAS PROVAS QUE LHE INOCENTAVA, A TAL “JUSTIÇA” TUPINIQUIM, SE “FINGE DE MORTA”, NÃO ESTAR NEM AÍ PARA MAIS ESSE EPISÓDIO DE TOTAL DESRESPEITO E VIOLAÇÃO DE DIREITOS, AFINAL, ERA E É SÓ MAIS UM “ZÉ NINGUÉM!” - EM MAIS OUTRO EPISÓDIO TIPICAMENTE TUPINIQUIM, MAS NÃO MENOS REVOLTANTE, E DE TOTAL DESRESPEITO AS LEIS, AGORA DE TRANSITO, FOI COMETIDO POR SERVIDORES DO ESTADO, CLARO PELO ESTADO BRASILEIRO, E COM CONSSEQUÊNCIAS DESASTROSAS E FATAL, PARA AS VITIMAS. EM UMA CIDADE DE GOIAS, UMA VIATURA DA POLÍCIA FEDERAL, IRRESPONSAVELMENTE, IGNORANDO E DESRESPEITANDO TODAS AS LEIS E REGRAS DE TRANSITO, CORRENDO A QUASE DUZENTOS KILOMETROS POR HORA, NA CONTRA-MÃO E NA FAIXA CONTINUA, ULTRAPASSANDO VÁRIOS VEÍCULOS, BATEU EM DOIS CARROS E NUMA MOTO, E CRIMINOSAMENTE MATOU TRÊS PESSOAS. TENTANDO JUSTIFICAR O INJUSTIFICÁVEL, A TAL POLÍCIA, DECLARA QUE ESTAVA PERSEGUINDO UM CARRO QUE NÃO PAROU NUMA BLITZ, MAS PARA QUEM PRIMEIRO FUZILA, PARA DEPOIS PERGUNTAR, SE PERGUNTAR, QUEM É, ISSO NÃO REPRESENTA NENHUMA NOVIDADE. A PERGUNTA É:EM QUAL PAÍS MINIMAMENTE SÉRIO, EVOLUÍDO, COM ESTADO DE DIREITO DE FATO. O ESTADO COMETE TANTOS E TÃO GRAVES CRIMES CONTRA INDIVÍDUOS, CIDADÃOS E SEU ESTADO DE DIREITO, E PIOR, VERGONHOSAMENTE TENTA MINIMIZAR, JUSTIFICAR, IRRELEVAR OU IGNORAR TAIS CRIMES E DESRESPEITOS? SÓ NO BRASIL, E EM OUTRAS REPUBLIQUETAS NAZI-FASCISTAS DE ÚLTIMO MUNDO COMO AQUI. NO BRASIL, ATITUDES COMO ESSA ONDE O ESTADO FASCISTA, AUTORITÁRIO E ARBITRÁRIO, COMETE TODO TIPO DE CRIME, VIOLAÇÃO, DESRESPEITO E USURPAÇÃO DE DIREITOS, E AINDA TENTA JUSTIFICAR O INJUSTIFICÁVEL, É REGRA, DESDE QUE A “VÍTIMA-ALVO” CLARO, SEJA “ILUSTRES ZÉS NINGUÉM” EM OUTRAS PALAVRAS, TODO E QUALQUER INDIVÍDUO PERTENCENTE AS “CASTAS” DOMINADAS E SUAS RALÉS, LEIA-SE, POBRES, NEGROS POBRES, MINORIAS DESAMPARADAS, “DESAPADRINHADOS”, EXCLUÍDOS, PERSEGUIDOS, DESCRIMINADOS, SEGREGADOS E “DESERDADOS” PELO SISTEMA DOMINANTE E SEU INSTRUMENTO DE DOMINAÇÃO O ESTADO E SUAS INSTITUIÇÕES OFICIAIS. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário