A FARSA DA VIDA

"FARSA, A VIDA É UMA GRANDE FARSA, MAS QUEM DISSE QUE NÃO É, COMO NEGAR!, SIMPLES SENDO MAIS UM FARSANTE."

sexta-feira, 19 de maio de 2017

O JUIZ OUVIR O RÉU OU ACUSADO, DIFICILMENTE MUDA A DECISÃO DESTE.

 - O DIREITO DE DEFESA DA TAL JUSTÍÇA, É ALGO TÃO TEATRAL QUANTO A PRÓPRIA JUSTÍÇA, DOS TRAMITES DE UMA AÇÃO CÍVIL OU CRÍMINAL NA TAL JUSTÍÇA, A OÍTIVA DO ACUSADO OU RÉU, PELO JUÍZ, APESAR DE TÃO ALARDIADO COMO O MOMENTO EM QUE ESTE TEM PARA SE DEFENDER DIANTE DO JUÍZ, ESSE MOMENTO É PROVAVELMENTE O QUE MENOS INTERFERE NA DECISÃO DESTE, SOBRE SE CONDENA OU ABSOLVE O RÉU OU ACUSADO, É SÓ UM PROTOCOLO A SER CUMPRIDO PARA PASSAR A IDÉIA DE QUE O ACUSADO TEVE SEU MOMENTO PARA SE DEFENDER, SE NÃO CONSEGUIO TAL INTUITO O PROBLEMA FOI DELE E NÃO DA TAL JUSTIÇA. INVARIÁVELMENTE O MAGISTRADO QUANDO VAI OUVIR O RÉU OU ACUSADO, JÁ TEVE ACESSO AOS AUTOS DO PROCESSO OU DA AÇÃO CONTRA ESSE RÉU OU ACUSADO E CERTAMENTE, JÁ DECIDIU O QUE VAI FAZER SE CONDENA OU ABSOLVE, E DIFICILMENTE MUDARÁ SUA DECISÃO APÓS OUVIR ESSE ACUSADO OU RÉU, NO MÁXIMO ESPERA OUTRAS PROVAS OU CONTRA PROVAS, PORQUE PARA A TAL JUSTÍÇA, PELO MENOS EM TESE, SERÁ AS PROVAS, CONTRA PROVAS E TESTEMUNHAS, APRESENTADAS PELA DEFESA E ACUSAÇÃO QUE LEVOU OU LEVARÁ O JUÍZ A DÁ SUA DECISÃO FINAL. O OITIVA PURA E SIMPLES QUE É ‘VENDIDA’ COMO O MOMENTO EM QUE O ACUSADO TEM PARA SE DEFENDER DIANTE DO JUÍZ, NA VERDADE NÃO PASSA DE UM CLICHÊ CRIADO POSSÍVELMENTE PELO JUDICIÁRIO PARA EXALTAR A IMPORTÂNCIA E IMPARCIALIDADE DA TAL JUSTÍÇA ASSIM COMO DO ‘DIREITO DE DEFESA’ DOS INDIVÍDUOS NA TAL DA DEMOCRACIA. MAS NA REALIDADE TUDO NO FUNDO FAZ PARTE DESSE ‘TEATRO DE ÓPERA-BUFA’ QUE É A TAL JUSTIÇA, JÁ DIZIA O GRANDE FILÓSOFO E PENSADOR GREGO, SÓCRATES.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário