A FARSA DA VIDA

"FARSA, A VIDA É UMA GRANDE FARSA, MAS QUEM DISSE QUE NÃO É, COMO NEGAR!, SIMPLES SENDO MAIS UM FARSANTE."

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

“DIREITOS DE TODOS” BONITO PARA SE DIZER NO BRASIL, MAS A PRATICA É TOTALMENTE DIFERENTE!

- EM UM PAÍS COMO É O BRASIL, ONDE DIREITOS PARA OS “ZÉS NINGUÉM”, SÓ EXISTE MESMO É PARA ENFEITAR PAPEL, PARA “GRINGO” E ORGANISMOS INTERNACIONAIS, VER E FINGIREM QUE ACREDITAM. DIREITOS ESTES QUE AINDA SÃO PROPORCIONAIS A QUANTIDADE DE ZEROS A DIREITA DO PRIMEIRO NUMERO NO EXTRATO DA CONTA BANCÁRIA DO INDIVÍDUO. NO ANO PASSADO UMA DECISÃO DO STF, NO JULGAMENTO DA AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE(ADI) MOVIDA PELA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE EDITORES DE LIVROS, SOBRE A CENSURA PRÉVIA DAS BIOGRAFIAS, NESSA DECISÃO PROFERIDA PELO STF, SUPERIOR TRIBUNAL FEDERAL DE JUSTIÇA. O MINISTRO LUÍS ROBERTO BARROSO, DISSE ALGO QUE PODE SER MUITO BONITO DE SE DIZER MAS QUE NA PRATICA NO BRASIL, SÓ VALE PARA QUEM TEM DINHEIRO PARA PAGAR BONS E CAROS ADVOGADOS, QUEM TEM PODER OU PELO MENOS “PADRINHOS” PODEROSOS QUE POSSA FAZER VALER ESTES SEUS DIREITOS NO BRASIL. DISSE O MINISTRO. “A LIBERDADE DE EXPRESSÃO DEVE SER TRATADA COMO LIBERDADE PREFERENCIAL, POIS TRATA-SE DO PRESSUPOSTO PARA O EXERCÍCIO DOS OUTROS DIREITOS FUNDAMENTAIS, SEM ELA NÃO HÁ DIREITO À HISTÓRIA, À INFORMAÇÃO E AO CONHECIMENTO!”  E COMPLETOU, “A LIBERDADE DE EXPRESSÃO NÃO É GARANTIA DE VERDADE OU DE JUSTIÇA. ELA É UMA GARANTIA DA DEMOCRACIA. DEFENDER A LIBERDADE DE EXPRESSÃO PODE SIGNIFICAR TER DE CONVIVER COM A INJUSTIÇA E ATÉ MESMO COM A INVERDADE!” ISSO QUE O MINISTRO DISSE NÃO HÁ A MENOR DÚVIDA DE QUE É A MAIS PURA VERDADE, SÓ GOSTARIA QUE ESSE DEPOIMENTO DE AFIRMAÇÃO DESTE E DE OUTROS DIREITOS, SERVISSE PARA TODOS OS BRASILEIROS, SEM PRECISAR DE “INTERPRETAÇÃO DA LEI” POR UM “DE TOGA” QUALQUER, ATÉ PORQUE FOI A DECISÃO FINAL DADA PELA SUPREMA CORTE DO PAÍS. SE VIVERMOS MIL ANOS, NEM ASSIM CONSEGUIRÍAMOS VER ESTES E OUTROS DIREITOS VALER PARA TODOS NO BRASIL!                                                                                          

Nenhum comentário:

Postar um comentário